• Camila, @BrasileirasdoMundo

Jaki Vanzo, Inglaterra


Brasileiras do Mundo: Qual a sua jornada pessoal com a migração? Como e por que você veio morar no exterior?

Jaki: Resolvi mudar pra Londres como uma tentativa de ter uma melhor qualidade de vida, por conta da violência que tinha na minha cidade. Casei e vim de “lua de mel” pra cá, e resolvemos começar a vida a dois em outro lugar. Nos primeiros anos foi muito desafiador pois não me reconhecia, foi um processo de cura, de conhecer a mulher que estava desabrochando.




BDM: Qual sua jornada profissional? Em que se especializou no Brasil?

J: Eu havia me formado em publicidade e propaganda e já migrei, não consegui exercer a profissão lá, e nem aqui. Porém tinha o sonho de um dia viver de fotografia, fotografo desde criança e sentia que essa sempre foi minha missão de vida. Vim pra Londres com uma mala cheia de sonhos e sem muita experiência de trabalho e sem falar uma única palavra em inglês. Mas desistir nunca fez parte do meu vocabulário.

BDM: O seu atual empreendimento ou carreira foi a sua primeira escolha?


Consegui criar uma rede incrível de mulheres que acreditam no meu sonho.

J: Trabalhei com limpeza por mais de 10 anos, em conexão com a fotografia (@eternize.jaki). Mas foi durante a pandemia em meio a uma imersão criativa que eu criei minha marca - Minty (@minty.giirl), que é uma marca de brincos de acrílico, exclusiva e super colorida.

O intuito foi levar cor às mulheres a minha volta que estavam presas em casa em chamadas de vídeo e numa vida 100% on-line.

O poder de colocar um brinco, pra mim, sempre foi um processo empoderador, aquele brilho e cor que merecemos mesmo em um dia que a auto estima não está na melhor fase.

Então criei a marca e consegui criar uma rede incrível de mulheres que acreditam no meu sonho.

BDM: Quais os principais desafios que você encontrou na nova profissão?

Eu nunca havia empreendido na vida (...), então tive que aprender tudo isso da noite pro dia - e online!

J: Ter começado tudo isso no meio de uma pandemia teve muitos altos e baixos. Demorei meses pra poder ver as pessoas usando meu produto, e foi muito solitário não poder dividir o processo ou ter outras mãos ali me ajudando na produção e na parte criativa das redes sociais. Eu nunca havia empreendido na vida, no máximo já tinha vendido geladinho quando criança pra juntar umas moedas pra comprar doce. Quem nunca né? Então tive que aprender tudo isso da noite pro dia - e online!

Conforme as coisas foram se flexibilizando eu pude juntar minhas paixões e criar, fotografando as minhas amigas e clientes com os brincos por Londres.

Sigo ainda não sendo a melhor pessoa com as redes sociais, acho que o meio online cansa e demanda muita energia, porém sigo tentando manter constância.


5. Dicas para mulheres brasileiras que pensam em empreender ou mudar de carreira no exterior:

Primeiro e mais importante, não acredite em concorrência. Você é única, ninguém fará algo que só você faz. Use a autenticidade ao seu favor, transborde criatividade, busque a criança escondida que mora aí dentro de você, e faça acontecer!

Segundo, mas não menos importante, crie relações, ninguém cresce sozinha. Busque conversar e dividir seus medos e incertezas com outras mulheres que empreendem, sempre irá aparecer as melhores soluções.

Esse processo pode ser leve e prazeroso, se você tiver com quem contar e dividir. E se precisar peça ajuda.

Busque seu lugar ao sol, se der medo, vai com ele mesmo. Um frio na barriga faz um bem danado pra você não deixar o sonho se perder aí dentro de voce. Se joga! O mundo é nosso, só precisamos dar aos mãos pra conquistar cada dia um novo espaço.


Os brincos coloridos e autênticos da Jaki estão disponíveis para encomenda em @minty.girrl. Seu trabalho como fotógrafa em Londres está em @eternize.jaki.